Rápido, Rápido demais?

Ela caminhava pelas ruas rapidamente, sem notar as pessoas que passavam como estava tempo. Nem mesmo notava aquele homem que tocava violino na rua.  Não notava os diferentes rostos de diferentes culturas. Não notava nem mesmo que estava um dia lindo. Não notava nada… Apenas queria ir pro seu destino o mais rápido o possível. Não notava as mais variadas cores, as formas, os cheiros que sentia e via. Não percebia nada. Pessoas, vultos, cheiros e sensações eram apenas formigamentos. Apenas queria chegar o seu destino e quando chegou ao seu destino. O seu professor de matemática perguntou. O que você viu quando você veio para cá? Ela respondeu, ham… Eu não me recordo muito bem. Sei que vi algumas pessoas senti alguns cheiros ouvi alguns sons e senti algumas coisas. Quais? Não sei…  Não prestei a atenção. E o professor indagou, será que você não está andando rápido demais, tão rápido que não consegue perceber nada? Será que essa vida cada vez mais rápida que vivemos é realmente saudável?

Sobre Tomás
Descubra você mesmo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: